9 de janeiro de 2012

A vida dos outros

Tenho para mim, que aqueles que passam a vida a falar mal deste e daquele.
Evidenciando-se como alguém fantástico, inatingível e irrepreensível em relação a outrem, "normalmente os objectos de crítica claro".
Ou tem dificuldades de auto-aceitação e por isso precisa de a toda a hora rebaixar alguém, ou então a nível das relações interpessoais necessita de ser o centro das atenções, ou ambas!
Criticar de forma construtiva sim!
Criticar sem cuspir para o lado sim!
Ser sincero com alguém que gostamos e naquela altura sentimos que a pessoa deve ser chamada a razão óbvio!
Agora julgar, apontar os outros de forma mesquinha e ordinária com o único intúito de magoar tentando desesperadamente auto-afirmar-se é triste, é feio, é infantil!
Lá dizia a minha avó: Quando te julgas na ribalta, muitos estarão a ver-te no chão.

13 comentários:

Benedita disse...

Infelizmente, proliferam alminhas assim...
Valha-nos pertencer à parte boa da questão. ;)
Beijinhos

Confuskos disse...

Concordo contigo, Pequena Peste Transmontana!! Tu, na tu profissão deverias melhor do que ninguém saber disso!

Beijinho*

Imensidão dos dias disse...

Concordo contigo. Tanto tanto.

A Minha Essência disse...

(In)felizmente, há de tudo um pouco.

Kiss

LOL aos 40 disse...

Temos de ter paciência, existe de tudo neste Mundo!

: )

Bj
Fica bem

LOL aos 40 disse...

Temos de ter paciência, existe de tudo neste Mundo!

: )

Bj
Fica bem

disse...

Tão verdade minha querida Petra.

Vera, a Loira disse...

E há tantas pessoas assim minha barbie.

Tanita disse...

Infelizmente as pessoas, cada vez mais, estão a ficar com falta de valores. Para mim, essas pessoas, têm pouco assunto pessoal e são ressabiadas.
Bj** querida.

conchita disse...

E a tua avó tem toda a razão.
Beijos:)

Petra disse...

Benedita: não sei se faço parte da parte boa da questão, o que sei é que detesto esta prepotência.
Confuskos: nem é preciso ser só na minha profissão, vê-se disto a toda a hora, arrogância no seu melhor.
Essência: sem dúvida.
Imensidão dos dias, há destes seres em todo o lado. beijo

Petra disse...

Lol aos 40: sem dúvida muita pachorra mesmo.
Vera: é verdade e as vezes não se pode fugir a aturá-las... mas não demasiado.
Bê: acredito que levas com muito do que falei.....
Tanita: falta de valores e excesso de egoísmo.
Conchita: a minha avó acertava muito... beijo a todas.

Lauzinha disse...

Concordo em pleno, todo o que aponta os defeitos alheios reconhece-os porque de verdade os contém em sí, e esconde-se deles apontado o dedo ao vizinho.