7 de junho de 2012

Dos gajos e das tarefas domésticas.

A ideia de que temos que nos resignar perante a preguiça/ e ou falta de jeito dos machos para desempenhar as tarefas lá de casa, faz-me uma certa coceira.
Namoro há 7 anos, e juntamos os trapinhos há 2.
Mas desde o início do namoro ele fez questão de me ajudar.
Nunca recusei que ele o quisesse fazer.
E sempre encarei como uma atitude de respeito e partilha.
Actualmente, ele tem de apanhar o comboio para ir trabalhar, já eu trabalho aqui ao pé e demoro 5 minutos a chegar e voltar do emprego, mas não é por passar mais tempo em casa que atiro para as minhas costas o serviço todo! As tarefas caseiras são divididas de acordo com aquilo que cada um gosta mais de fazer.
Por ex. toda a gente sabe que adoro cozinhar, desde as saladas, aos pratos, passando pela sopa, as entradas e mesmo sobremesas.
Quando estou em casa sou eu que faço.
Ele por sua vez lava a loiça após as refeições, limpa as bancadas e quando necessário o fogão.
No que diz respeito à limpeza da casa, vamos limpando conforme há necessidade, e chegamos a tirar uma tarde de 2 em 2 ou 3 semanas para fazer uma limpeza a fundo na nossa toca.
Quando assim e antes de começar a fachina combinamos quem é que trata dos quartos, quem fica com a cozinha e o wc, o pó, tapetes etc.
Aquilo que é mais pesado fica ao cuidado dele pois claro.
No que concerne as roupas, temos uma senhora que vem cá de 3 em 3 semanas umas horitas para passar a ferro e limpar alguma coisa mais complicada.

No dia-a-dia, quem trata de colocar a máquina a lavar, estender e apanhar a roupa, é o gajo, pois normalmente isso é feito ao fim do dia, e eu aquela hora estou de volta do fogão, ou então ainda não cheguei do ginásio que por sorte fica ao lado da nossa casa.
O lixo é ele quem leva de manhã ao ir para o trabalho.
Claro que quando estou mais tempo em casa e ele se encontra ausente, vou fazendo o que é preciso no entanto, quando vou trabalhar para o norte e fico 4 dias fora de casa o que acontece uma vez por mês, ele desempenha as tarefas domésticas de forma normal e sem drama!
E mesmo não estando habituado a cozinhar, faz a sua própria comida e ainda a minha pois quando chego as 8 e meia da noite no domingo não há tempo para estar ainda a cozinhar para nós!

Estamos adaptados a esta partilha e acho que assim é que tem de ser.
Hoje em dia, a mulher que delega em si todas as tarefas caseiras incluindo cuidar dos filhos para além do trabalho fora de portas, deixando o homem livre de qualquer encargo doméstico, deixa de ter tempo para si e torna-se mais cansada física e psicologicamente.
Não tenho paciência para a história dos meninos da mamã, provavelmente nós mulheres fomos também  meninas da mamã, e se nos adaptamos a nova vida eles terão de fazer o mesmo.
Filhos terei os que saírem da minha barriga quando os decidir ter.
Não convivo bem com o egoísmo e as desculpas de hábitos passados que com vontade e esforço se podem contornar.
E desculpem a franqueza, mas se fosse para cuidar dos filhos dos outros, e ser uma empregada de um puto mimado, preferia morar sozinha.!

10 comentários:

teardrop disse...

Assim é que tem que ser! O meu não ajuda assim tanto mas também não me posso queixar muito!
Beijinhos

Sara sem Sobrenome disse...

Concordo plenamente contigo. As meninas não nascem ensinadas.
Mas ainda há muita gente que se surpreende quando dizemos que temos um namorado/marido que aspira e cozinha. Cá em casa as coisas são muito simples: eu sujo e ele limpa:)

Imperatriz Sissi disse...

Acho muito bem. Hoje em dia, que as mulheres trabalham, ou se contrata alguém ou todos têm de ajudar! Antigamente era justo que se eles trabalhavam fora, a mulher cuidasse da casa ou dirigisse o pessoal, no caso de propriedades grandes. Mas hoje, por mais tradicional que se seja, não faz sentido.

S* disse...

Querida, concordo em absoluto contigo, mas nem todos fomos educados da mesma forma. Eu, por exemplo, sempre fui educada a fazer tudo em casa, sei fazê-lo sem problemas. mas há muitas mulheres e especialmente muitos homens que não foram criados dessa forma, muito também por culpa dos pais. Vai daí, tenho como parceiro um homem de 30 anos que nu nunca fez um corno em casa, por exemplo. Se ele faz a sua parte? claro que faz. se faz sempre? isso não, não faz. os maus hábitos são difíceis de combater... mas com o tempo e com algumas discussões ele vai ao sítio. :)

Inês disse...

E é assim que deve ser.Divide-se a vida,a casa, as despesas, as tarefas.
Agora meninos da mamã não...e já vai o tempo de sermos nós a fazermos tudo e mais alguma coisa.

Imensidão dos dias disse...

Estou contigo Petra. Ou querem uma namorada/mulher e a i tudo bem ou então se querem outra mãe mais valem ficarem na casa da mãe deles. Lol

Didi disse...

Petra... fomos separadas à nascenca!
Eu cá também sou da mesma opinião, temos de trabalhar os dois em casa para não entrar em conflitos e um bocadinho a cada um não custa nada e assim ninguém anda cansadão!

Petra disse...

Tear: eles têm obrigação de fazer as mesmas coisas que n~ós, se não sabem, aprendem!
Sara Semsobrenome: lololol Infelizmente as pessoas surpreendem-se provavelmente gostam de ser escravas...
Ou não sabem o que é a palavra igualdade.
Imperatriz: isso de se contratar alguém hoje está muito difícil, ou eles aprendem ou aprendem... beijo a todas.

Petra disse...

S* No teu caso neste momento importa que ele se esforce e vá mudando, mas nunca deixes de impor o teu ponto de vista.
Inês: sem dúvida, meninos da mamã têm muitoo que se lhe diga, e não é só no que respeita as tarefas domésticas, mas em muitos outros aspectos também.
Imensidão: ora aí está uma grande verdade! Beijo.

Petra disse...

Didi: provavelmente fomos separadas à nascença mulher só nas asneiradas que dizemos.... :d. beijo