31 de março de 2011

Enterrar-se... Uma bela forma de economizar dinheiro.


É impressionante a capacidade de algumas almas de se enterrarem sozinhas.

É que não precisam de padre, velório, caixão, lápide, flores, velas, coveiro, cangalheiro....

Ou ainda o tradicional grupo de carpideiras.

Enterram-se de uma forma eficaz e rápida.

No entanto sendo os únicos responsáveis pelo acto, tentam culpar os outros numa busca louca de projectar em alguém as concequências dos seus erros.

Falhas essas que apenas a eles pertencem...

Fantástico.

14 comentários:

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Ui, conheço algumas que passam avida a enterrr-se... Beijos

Inês disse...

Mas olha que as carpideiras dão o seu charme aos enterros...

Purple disse...

LOL são alminhas tão iluminadas que até dói à vista.

Beiju

Mimi La Rose disse...

quem morreu???


é preciso carpideira?

ahhhahh

S* disse...

Olha, tenho um cá em casa assim.

dinona disse...

Ah... devem ser daqueles que a culpa e sempre dos outros, certo...

Olha, já estão a treinar para o futuro quando baterem as botas ehehe

Vera, a Loira disse...

Conheço algumas dessas. Mas já deixei de lhe dar importância.

beijos barbie

oops!!! disse...

Eu prefiro ter só um prego e ser espetador...

(a palavra espectador foi escrita ao abrigo do novo aborto ortográfico)

;)

ROSINHA (tilida5ever design) disse...

Não é boa altura para se morrer...

Libelinha☆ disse...

Bem... É melhor nem falar desses assuntos, lol!...
Ando a ver se safo uma pessoa desses trabalhos... Não está fácil!... Mas há cura!...

Beijinhos ;P

Petra disse...

Pipoca: também eu....
São os coitadinhos de serviço.
Inês: porra já chega de carpidice jasuuusss.
Purple: sim é mesmo isso e acham-se iluminadas.
Mimi: ninguém milheri... bebe lá água com açúcar.
beijo as 4.

Petra disse...

S* bem.... pelo que a gente conversa acho que já sei a que te referes....
Dinona: é mesmo isso mulher!
Oops: fantástico o trocadilho... tu és um shou.
Rosinha: era bom era que houvesse altura para morrer!
Libelinha: hahahhhaha não te invejo a sorte...
Tu és uma fofa rapariga.
Verita: também eu... é com cada tombo lá em baixo que até assusta.
Tipo queda livre.
beijo a todos.

Tanita disse...

E depois há aqueles que passam a vida como as avestruses, meio-enterrados.
Bj** e bom fim-de-semana*

Petra disse...

Tanita; sim é tipo esses..... têm medo da vida! beijo