24 de novembro de 2013

Do exercício físico, preocupação com o corpo e bem-estar...

Antes de fazer 30 anos, nunca passei dos 48 kg, Meço 1 m.52 e tenho noção que por não ser alta tenho de ter mais cuidado com o excesso de peso. Depois dos 30 anos, aumentei uns kg tendo chegado a pesar 54. Não estava contente, apesar de não estar propriamente gorda, sentia que tinha umas gorduritas a mais, notava que algumas roupas que adorava vestir já não me ficavam bem e que algo tinha de ser feito! Confesso, adoro cozinhar, durante 2 anos "depois de começar a viver com o boyfriend", abusava em algumas coisinhas que gosto, não me privava de nada, e claro está tudo isso somado a falta de exercício veio trazer os quilitos a mais que me faziam confusão. Nunca fui de me encher de bolos, doçaria, bolachas de chocolate nem refrigerantes. Gosto sim de uma fatia de bolo caseira, bombons de vez em quando, mas nada mais que isso. Os meus pecados eram sem dúvida comida boa, pão caseiro, queijinho amanteigado e curado da minha terra, umas jantaradas com ogajo e com os amigos.... Nunca fui de lasanhas congeladas, pizzas de supermercado nem de comida pré-feita. Gosto do que faço na minha cozinha, adoro produtos regionais, e talvez por isso só ganhei 4 kg a mais. Se me tivesse andado a encher de porcaria industrializada todo o dia, talvez tivesse ganho muito mais peso o qual obviamente daria mais trabalho a perder... Contudo estava mais redondinha e isso teve de mudar. E mudou! E perguntam vocês como foi que mudou Petra Maria? Se deixei de comer o que adoro? Não. Se diminuí a quantidade do que comia sim. Se Deixei de cozinhar coisas boas como Bacalhau com natas, carne de porco a alentejana e lombo assado com castanhas.... não deixei, apenas fui alternando com pratos mais saudáveis tais como: Peixe grelhado com molho verde e legumes e ou salada e um pouco de arroz para o gajo, pratos indianos que são ricos em especiarias, peixe assado com molho de limão e ervas e batata doce.... e tentei fazer comidas mais calóricas apenas de 15 em 15 dias. Troquei alguns lanches mais pesados por uns sumos naturais e bolachas de cereais e ou batidos de fruta com sementes. Passei a tomar pequeno almoço todos os dias, durante o qual comia pão de mistura, frutos secos sempre que podia e fruta fresca também. Passei a beber uma chávena de chá verde todos os dias, e claro aumentei o consumo de água que bebia! Não deixei de beber uma cervejita de vez em quando, e o copo de vinho tinto a refeição mantém-se diário. Resumindo, não cortei nada, apenas diminuiu a frequência da ingestão de alimentos calóricos. Mas o mais importante foi mesmo a ida para o ginásio! Passei a fazer exercício de 3 a 4 vezes por semana! Comecei com 15 minutos de passadeira, 15 na bicicleta e alguns exercícios de elevações e abdominais no colchão. No início fazia tudo a um ritmo moderado... Atualmente e depois de 10 meses a frequentar o ginásio várias vezes por semana, já faço mais de 30 minutos de corrida alternada com caminhada rápida na passadeira, uma aula de spinning por semana, vários exercícios de definição nas máquinas e claro aumentei o número de elevações e abdominais no colchão, tendo até começado a recorrer ao uso de discos de peso para tornar as elevações mais produtivas. Estou 4 kg mais magra, mas mais importante que isso, mais tonificada, sinto-me mais ágil, mais bem disposta, durmo melhor e voltei a vestir tudo que gosto. Claro que continuo a ir ao ginásio, pois adoro comer, não adoto dietas loucas e não quero recuperar o que perdi e para se manter o que se conquistou é preciso trabalhar. Se gostava de ir ao ginásio? naahooo! detestava, achava secante, ficava esgotada e ao início não via resultados. Todavia, continuei a ir e passado 2 meses comecei a sentir-me mais magra e muito mais tonificada o que claro está veio aumentar a motivação para lá continuar. Por isso minha gente, não acreditem em dietas loucas que vos vão encher de fome, e levar a cometer asneiras alimentares gigantescas. Não andem para aí a comprar todos esses suplementos que prometem a perda de 10 kg num mês que isso é tudo uma treta. A ideia é reduzir alimentos calóricos, fechar a boquinha algumas vezes, e acima de tudo mexer o corpinho. Agora essas baboseiras de grães de café verde, depuralinas, e todas essas porcarias caríssimas que só servem para gastar dinheiro e deixar a pessoa mais frustrada e desiludida, porque no fim não resulta e tal.... Há meios naturais e bem mais baratos de perder o peso que se deseja sem entrar em stresses loucos e andar a desesperar.

7 comentários:

S* disse...

Também depende do metabolismo da pessoa, claro. Não somos todos iguais. Na minha família, por exemplo, temos, do lado da mãe, gente que não ganha nunca gordura nas pernas nem no rabo, apenas acumula na barriga. Eu e a minha temos um corpo completamente diferente.

Mas sim, tens razão, o importante é fechar a boca às coisas e fazer exercício!

Petra disse...

S* tens toda a razão eu por ex sou ao contrário ganho mais gordura nas coxas, e a barriga já a tenho lisinha. Por isso no ginásio direciono mais os exercícios para as pernas!
Muitas vezes a genética também nos trama, mas ter cuidado é essencial.

Mary Brown disse...

Tens toda a razão, essas dietas loucas não levam a lado nenhum. O problema do ginásio é que não podes parar, se paras lá vêm os quilitos a mais. Beijinhos

Mariposa Colorida disse...

Eu consegui perder 27 ks (em 3 anos), mudando o estilo de cozinha e fazendo exercício físico. Neste momento, faço natação livre, hidroginástica e zumba!

S* disse...

Petra, tu és uma rapariga que se sabe cuidar.

Tomates Grelos disse...

Dá-lhe! É para teu bem :)

Imensidão dos dias disse...

Muitos Parabéns :) e adoro o tom motivador do texto.