21 de maio de 2010

amor, não dependência!


,Sou a favor de relações saudáveis...+´



Relações em que o casal tem a capacidade de poder viver o eu, o tu e o nós sem que deixe de haver limites entre o espaço de um e do outro!



Conheço casais em que é extremamente difícil saírem um sem o outro, viajarem um sem o outro, e muitas vezes nada conseguem fazer sem partilhar opiniões!



Se uma vida a dois é uma partilha? Claro que o é!



No entanto defendo que é necessário que cada um possa ter o seu espaço bem delineado!



Não me choca que cada um deseje fazer uma pequena viagem com amigos, possa usufruir de uma boys ou ladies night, ou então visitar a familia sozinho!



Falta de confiança?



Ora bem quem a tem então que reveja bem a sua relação!



Se existe sinceridade é bem provável que as coisas corram bem!



Antes de acharmos que temos que viver colados/as ao nosso mais que tudo, há que pensar que cada um teve um percurso de vida diferente antes de se conhecerem o que implica que muitas vezes tenha amigos, família ou assuntos pendentes e que não tenha de obrigatóriamente incluir o companheiro/a em tudo isso!






Dou o meu exemplo: antes de vir para Lisboa, passei por Coimbra para estudar 5 anos! gosto de lá ir por vezes um fim-de-semana visitar amigos que me convidam, "será que tenho de levar o namorado sempre comigo dado que ele não conhece metade deles"?



Será justo que ele vá apanhar uma seca sendo que ficará mais contente se puder passar uma tarde com os amigos e colegas!



Se ele não tem paciência para ouvir meninas a falar de moda e eu não tenho também para ouvir discussões de futebol não será mais saudável que cada um faça o que entende!



Muitas veses ele vem comigo ao norte ver a minha família, mas existem outras alturas em que compromissos desportivos ou de trabalho o impedem!



E por causa disso terei de deixar de ir?



Adoro sair com ele, adoro programas a dois! faço imensos!



Aliás acho isso fundamental para que a chama permaneça acesa!



Todavia considero muito importante que cada um possa vivenciar aquilo que o satisfaz, "desde que claro que continue a respeitar o outro", da maneira que deseja!



O meio termo é a forma mais sensata e inteligente de viver uma relação sem que ela se torne: maçadora, enjoativa, e rotineira!



Há que deixar surgir a saudade, ha que preservar a independência que temos sem permitir que a nossa vida se centralize apenas na pessoa que partilha a nossa cama e mesa!



Claro que quando vêm os filhos algumas coisas terão de mudar um pouco! contudo continuo a afirmar que se as tarefas forem devidamente divididas e se possa estabelecer diálogo, cada um poderá continuar a ter o seu próprio espaço!

16 comentários:

Dedos_Mágicos disse...

Olá Petrinha!
Apesar de saber que achas que não penso assim, sou totalmente de acordo com o dizes.
beijinhos

Anónimo disse...

Totalmente de acordo Petra, aliás, a vida seria muito chata se vivessemos agarrados a uma relação, pondo em causa tudo que construimos na nossa vida.
É preciso equilibrar os pratos da balança...
beijocas Rodrigo

Rui Caldeira disse...

E a parte em que vocês estão os dois na horizontal e a tocar à flauta genital ? Não vi nada disso e é o mais interessante ....

Corset disse...

concordo contigo minha querida. Cada um tem que manter o seu espaço, o seu cantinho pessoal. não podemos partilhar tudo, senão já nem há mistério nem independência!

Petra Pink disse...

Dedos: nem me lembro de discutirmos este assunto, mas se pensas assim é porque és uma moçoila independente! como se quer!
Rodri: uiii que civilizado que ele está lool...
Rui: o que devo chamarte: ordinário? cão sarnento! ehehehhehehehhehehehehehhe
Corset: ora aqui uma mulher do norte a falar! beijo para todos.

Rui Caldeira disse...

mi chama o qui você quiser !

Lu! disse...

Concordo plenamente contigo.

No meu caso, o namoro era tão estranho que acabei... É que não fazíamos nada de nada juntos.

Eu ia para a noite com o meu grupo sempre sem ele e ele nunca veio comigo e ele fazia a vida dele e eu nem um amigo dele conhecia sequer...

Cheguei a um ponto que achei que ele não queria assumir perante ninguém que estávamos juntos quase à 2 anos (com muitos percalços pelo meio) e quando o encostei à parede... Fugiu...

Dass!!

Homens!

Beijinhos e bom fim-de-semana.

Petra Pink disse...

Rui: te chamo tudo cara tu é um cara bem safadão viu?
Lu! Pois como digo sou a favor de independência não de desprezo... defendo que se procure um equilíbrio.
Não colados mas também não cada um na sua esféra...
beijo aos 2.

disse...

Defendo e concordo com tudo o que escreves - é assim que tento levar a minha relação!

PS: vou mandar-te um mail por causa do mestrado. Tu é que te ofereceste!! ;)

Petra Pink disse...

B: porisso k és tao feliz mulher............
claro que cada um adapta a sua felicidade ao que mais gosta.
no entanto adoptando a relaçao fita-cola certamente que uns anos depois as coisas passarão a ser uma chatice!
manda la o mail, farei o que puder bjo

Rui Caldeira disse...

oi ?! com certeza !!!

Girl in the Clouds disse...

Estou de acordo contigo é importante ter a vida própria e dar espaço, para evitar a monotonia!!
Também estudei em Coimbra!

Pinkk Candy disse...

concordo, assim será um relação ideal =)

beijinhos

Poetic GIRL disse...

Penso como tu Petra, tem que haver respeito pela liberdade de cada um, há tempo para tudo, para se estar junto e para se fazer outras coisas com amigos ou familia. Isso sim é uma relação equilibrada. bjs

Petra Pink disse...

Girl: estudaste em coimbra? onde?
temos de nos encontrar!
adorooo coimbra!
vou la sempre q posso!

Petra Pink disse...

pink: considero k não existem relações ideais! no entanto se forem equilibradas e nos fizerem felizes já é perfeito!
Poetic: pois o segredo está no equilíbrio.... beijinho enorme as duas!